HTC irá se concentrar mais na qualidade do que quantidade

HTC-U11-Review

HTC começará sua campanha 2018 com o lançamento de uma versão mid-range da HTC U11+ e posteriormente lançará seu flagship HTC U12

Houve um tempo quando o nome de HTC iria surgir entre os principais fabricantes de smartphones. Mas já a alguns  anos, o fabricante de Taiwan tem se esforçado para manter o seu terreno em meio a crescente concorrência de outros fabricantes. Mas o ano de 2017 não foi necessariamente ruim, a marca fez alguns bons lançamentos limitados tais como o HTC  U11, U11 + e o U11 Life (com exceção da HTC U Ultra). A estratégia de lançamento limitada da HTC foi suficiente para manter a empresa na corrida, e agora pretende seguir a mesma tendência de entrar em 2018, de acordo com seu relatório.

HTC U11 Além disso,

DigiTimes afirma que a empresa de Taiwan, HTC, vai lançar um número limitado de telefones no próximo ano. De acordo com o relatório, a HTC planeja focar seus esforços de D&P e de marketing em apenas um número limitado de telefones, principalmente high-end e dispositivos de gama média alta. Fontes dizem que a decisão foi tomada na sequência da luta da HTC para recuperar a sua posição e fazer um retorno para a indústria.

Mas o que esperar em 2018?

HTC vai começar com uma versão mais barata, o mid-range  HTC U11+ em janeiro de 2018. O próximo smartphone será uma versão mais fraco do HTC U11+ ostentando um display bezel-less. A versão “lite” do HTC U11 + também está cotado para embalar um processador Snapdragon 652 e 4 GB de RAM e 64GB de armazenamento. O telefone também é esperado para manter o mesmo 5,99 polegadas 18: 9 de exibição como o U11+.

HTC é esperado para anunciar o seu smartphone flagship em 2018 – o U12 – algum tempo depois. Embora não haja nenhuma palavra sobre quando exatamente o U12 será revelado. Indo pela tradição da HTC – o U11 foi lançada em maio deste ano, poderíamos esperar para lançar seu sucessor também por volta de maio. Existem rumores que o U12 terá uma tela 4K UHD 18:9 e será alimentado pela chip Qualcomm Snapdragon 845. O U12 tem grandes chances de ser lançado  com uma configuração de câmera traseira dupla.

O relatório também afirma que o fabricante de smartphones encontra-se em dificuldades. E registrou perdas de mais de 7 bilhões de TWD  (dolar Taiwan) nos primeiros três trimestres deste ano. Enquanto isso, o Google comprou uma parte das operações móveis do em setembro. Por um valor de US$ 1,1 bilhão para ajudá-lo com os esforços da linha de smartphones Pixel.

Ela lançou muitos smartphones em 2017, uma vez que ficou focado inteiramente na série U11. O U11  recebeu críticas positivas de ambos os revisores e clientes, com muitos elogiando a sua câmera. No mês passado lançou o U11+ com um 5,99 polegadas com proporção de 18:9 e o U11 Life.  Os dois rodando o Android 8.0 Oreo.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta